Diário Sabático - Violino

A cada cinco anos, todos os funcionários da Stack Overflow têm direito a um mês sabático. Esses americanos não costumam tirar um mês inteirinho ininterrupto de férias, e portanto usam seus meses sabáticos para grandes projetos, como programar um jogo ou fazer aquele mochilão. Influenciável que sou, eu até planejei fazer algum curso interessante quando chegou o meu mês (morro de vontade de estudar dublagem!), mas a vida (e um cachorro + esposa em pós-operatórios) quis que eu ficasse em casa mesmo. Um mês inteiro em casa só jogando videogame seria muito inquietante pra mim, então me dei um objetivo mais fácil: vou uppar nos meus estudos de violino. Esse post é uma coletânea do que fiz em cada dia do sabático em termos de prática e estudo teórico; minha intenção é, ao fim do sabático, ler tudo do início e me convencer que esse mês raro não foi completamente desperdiçado.

Dia 1: 22/07/2019

Hoje passei o dia inteiro jogando videogame e só lembrei que tinha um objetivo de praticar mais o violino lá pelas seis da tarde. Violino é um instrumento de projeção muito alta, o que significa que só posso estudar à noite usando uma surdina. Ou seja, inviável praticar tonalizações ou arco. :( Comecei a estudar o período barroco, do qual faz parte um dos meus compositores favoritos - Bach!

Tempo de estudo: 40min teoria + 20min prática

Músicas praticadas:

si, ré, dó, ré, mi, rébakjsfkalshdjkashd

Dia 2: 23/07/2019

Hoje teve gravação de podcast, treino, faxina e outras atividades cotidianas que empurraram meu treino pra noite mais uma vez. :( o cavalete do violino tá empenando, talvez eu precise levá-lo no luthier ainda durante o sabático.

Tempo de estudo: 28min prática

Músicas praticadas:

Dia 3: 24/07/2019

SHAME ON ME não fiz nada

Dia 4: 25/07/2019

Hoje deu pra estudar ressonâncias e um pouco do disco 2 do Suzuki. Impressionante como sempre jogo a mão pra frente quando não tenho segurança na música - aumentando a afinação.

Tempo de estudo: 30min teoria + 35min prática

Músicas praticadas:

Dia 5: 26/07/2019

SHAME ON ME não fiz nada

Dia 6: 27/07/2019

Volta às raízes - hoje pratiquei várias músicas do disco 1. Tomei duas caipirinhas no almoço, então foi um desastre. Também terminei de estudar a Introdução ao Barroco, aprendi sobre overtures e sobre a vida e obra de Handel - compositor de Judas Maccabaeus! Acho que agora finalmente vamos entrar em Bach.

Tempo de estudo: 25min teoria + 30min prática

Músicas praticadas:

Dia 7: 28/07/2019

Não deu pra praticar pois fiquei com vergonha dos meus sogros, que estão passando uma temporada aqui em casa. Mas deu pra estudar partitura! Praticamente tenho lido várias partituras e tentado identificar as notas em “tempo real”. Ainda engasgo principalmente nas notas que “saem da pauta” (seja pra cima ou pra baixo, se é que você me entende).

Tempo de estudo: 32min teoria

Dia 8: 29/07/2019

SHAME ON ME não fiz nada

Dias 9, 10 e 11: 30/07/2019, 31/07/2019 e 01/08/2019

SHAME ON ME não fiz nada, mas tenho justificativa: esposa foi internada pra uma cirurgia e passei esses dias no hospital com ela. Sem tempo, irmão.

Dia 12: 02/08/2019

Esposa ainda internada, mas hoje tive um tempo livre à tarde. Fiz um estudo mais longo, revendo várias músicas do disco 1 e chegando até o Hunter’s Chorus. Também fiz as ressonâncias. Hoje minha maior dificuldade foi acertar a afinação, que depois de tantos dias sem prática já estava capenga. Meu ombro doeu um pouco, provavelmente pela tensão.

Tempo de estudo: 40min prática

Músicas praticadas:

Dia 15: 05/08/2019

Hoje retomei as aulas na escola de música. Foi uma hora em pé tocando sem parar. O suficiente para eu entender que nada do que tenho feito até agora no sabático me ajudou tanto assim. Preciso aumentar meu tempo de prática por dia pra coluna sofrer menos. Depois da aula, ouvi mais um capítulo do audio-livro How to Listen to and Understand Great Music, dessa vez sobre um estilo musical muito interessante: Fuga! Fugas foram muito populares no período Barroco, em especial as compostas por Bach. A característica mais marcante de uma Fuga é a polifonia repetitiva, em que as diferentes vozes repetem o mesmo padrão, transladadas na escala ou com pequenas alterações. A minha favorita é a Fuga em Dó Menor que Bach descreveu em sua obra prima - O Cravo Bem Temperado. Perceba que a cada nova “voz” que entra na música, o mesmo motivo (ou a mesma sequência de notas) é repetido. Lindo de ouvir!

Tempo de estudo: 60min prática + 45min teoria

Músicas praticadas: